Forum ViSiBLe

Bem Vindo
Se registrares neste fórum, podes fazer parte da nossa comunidade.Prezamos aqui pela participação ACTIVA de cada membro.


Atençao: Nao precisa Confirma a sua conta no hotmail (Basta Registrar e Começar a participar do forum.)

WWW.FORUMVISIBLE.COM

Temos vagas na STAFF !! Clique Aqui!

Tiro não foi acidental', diz amigo de jovem baleado por PM

Compartilhe
avatar
MrViSiBLe
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3779
Idade : 25
Localização : Cuiaba
Agradecimentos Agradecimentos : 864
Data de inscrição : 10/12/2008

Tiro não foi acidental', diz amigo de jovem baleado por PM

Mensagem por MrViSiBLe em 9/23/2010, 16:30

Amigos do estudante Leonardo Bento, 17 anos, baleado na cabeça na tarde de quarta-feira, afirmaram que o disparo que atingiu o jovem não foi acidental. Os adolescentes faziam uma festa perto da escola Luís Magalhães Araújo, na estrada M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo, quando uma policial que atendeu a ocorrência por causa do tumulto disparou, segundo a PM, acidentalmente. Em avaliação neurocirúrgica realizada pelo Hospital das Clínicas foi constada hipótese de morte cerebral da vítima. Cerca de 12 amigos foram visitar o jovem no hospital municipal M'Boi Mirim. "Eles chegaram atirando. Ela estava a distancia de 5 ou 4 m. Não foi acidental", afirmou Wellington Coelho Catão, 17 anos, que estava ao lado da vítima no momento. Segundo o estudante, ele e Bento já estavam em cima de sua moto para ir embora quando a policial atirou."Toda vez que tem festa é assim. Teve gente que já foi atingido com bala de borracha", dissse Ângelo Regis, 26 anos, amigo da vítima. Os estudantes reclamaram ainda de o tiro ter sido disparado contra a cabeça, e não outra parte do corpo ou para cima, já que o objetivo era acabar com o tumulto. O irmão de Bento, Carlos Alberto Amaral, 21 anos, disse que o adolescente estava com capacete e que a bala atravessou a viseira do equipamento. A prima de Bento, Debora Cristina da Silva, afirmou que às 17h desta quinta-feira acontecerá um protesto dos estudantes em frente à escola. A policial disse ter sido cercada por pessoas que tentavam retirar sua arma quando ocorreu o disparo. A PM divulgou nota informando que ela foi autuada em flagrante por lesão corporal culposa e encaminhada ao presídio militar. A Polícia Civil abriu um inquérito, e a corregedoria da PM também apurará o caso.Segundo o boletim médico do hospital Dr. Moysés Deutsch de M'Boi Mirim, a vítima deu entrada hospitalar por volta das 18h de ontem com ferimento no crânio ocasionado por arma de fogo. Após atendimento emergencial, Bento foi transferido às 21h para o Hospital das Clínicas para uma avaliação neurocirúrgica, na qual foi constada hipótese de morte cerebral. O paciente retornou ao hospital de M'Boi Mirim às 0h30.Conforme os critérios adotados pelo Conselho Federal de Medicina, serão realizados três exames para a confirmação do diagnostico. Às 12h30 desta quinta, Bento passava pela terceira análise.

    Data/hora atual: 7/20/2018, 02:56